Estudar na universidade sem visto?

Pixabay : études
Pixabay : études

Algumas pessoas já vivem em solo francês de maneira irregular e acreditam que é impossivel entrar na universidade nestas condições. Pois a Gabriela Lages (perfil no fim do artigo) conta pra gente que é, sim, possível estudar na universidade sem visto, em outras palavras, mesmo estando em situação irregular. Veja abaixo o depoimento dela!

Glossário :

  • BAC : baccalauréat , equivalente ao vestibular ou ENEM brasileiros
  • L1 primeiro ano da licence (ensino superior francês)
  • L2 segundo ano da licence (ensino superior francês)
  • Lycée: ensino médio

Faculdade (L1) para quem já está em solo francês E nunca chegou a estudar em um lycée francês (e que tem o BAC brasileiro)

Resolvi fazer esse post pra ajudar quem tem interesse em se inscrever em uma faculdade pública francesa E que já se encontra na França (em situação regular ou não). Nota que é para quem nunca se inscreveu em um estabelecimento de ensino francês (lycée ou faculdade) e que tem em mãos

  • o resultado do ENEM (não importa o ano, contanto que seja à partir da época que o ENEM começou a valer para entrar em faculdades públicas brasileiras – sistema SISU) OU
  • uma aprovação prévia em um vestibular brasileiro na área que você quer seguir na França (não importa se esse vestibular foi em faculdade privada ou pública).

O ENEM ou o vestibular são a equivalência do BAC francês na região de Ilê-de-France (vou falar um pouquinho sobre o que eu sei sobre isso no fim do post para outras regiões da França).

Preciso de visto pra me matricular na universidade?

Para quem não sabe, é proibido por lei que uma faculdade pública exija prova de regularidade de séjour para fazer a inscrição administrativa. Ou seja, faculdade pública aqui não exige titre de sejour nem visto, então qualquer pessoa que atenda os critérios de seleção pode se inscrever, se formar, e ter seu diploma francês.

Como funciona na região Île de Frane?

Essas informações não são exatamente de fácil acesso então achei legal reunir tudo nesse post. Na região de Ilê-de-France existem duas opções para se inscrever no primeiro ano de faculdade (L1).

1a opção: para quem já tem um nível bom de francês (nível B1 ou B2 do cadre européen)

Para os estrangeiros já em solo francês existe o DOSSIER VERT. É um dossier que a gente pode baixar online (é só jogar no google que já aparece). O processo normalmente começa no início de novembro e você tem um prazo até o fim de janeiro para o entregar (ou seja, para o ano escolar de 2017-2018 já não dá mais).

Com o dossier você vai fazer o TCF DOSSIER VERT que é o teste de francês específico para esse fim, caso você já não tenha um teste de francês válido com nível B1-B2 reconhecido pelo governo francês.

Tem uma explicação completa do dossier online, mas basicamente você escolhe 3 opções de instituições francesas no mesmo curso (!), manda o dossier e vai esperando o prazo de resposta de cada uma das universidades, por ordem de preferência.

É obrigatório apresentar o ENEM ou o vestibular como equivalência ao BAC. Esse processo se desenrola até o fim de junho.

2a opção: para quem não fala francês fluentemente E passando pelo DU (diplôme universitaire) antes de entrar no L1

Pixabay : faculté
Pixabay : faculté

Esse aqui é mais complicado (falo por experiência própria). Vai depender de universidade para universidade, de curso para curso. Detalhe: você deve cursar um ano no DU antes de entrar no L1.

O que é o DU?

DU é um diploma universitário não reconhecido pelo estado. Existem vários tipos de DU, cada um tratando de sujeitos diferentes, cada um com critérios de entrada diferentes. Normalmente os DU’s são de aula noturna ou de sábado (perfeito para quem trabalha).

Todas as universidades públicas em Ilê-de-France oferecem formações como o DU. Cada curso tem sua data de entrega de dossier então varia muito, mas creio que a maioria fica aberto de abril à maio/junho (ou seja, dá para se inscrever ainda para o ano letivo de 2017-2018).

Alguns pedem um ano de faculdade válido, alguns já pedem nível mestrado, e o DU em questão aqui DEVE pedir SÓ o nível BAC (e não BAC+2, BAC+3, etc).

Carteira de estudante / número nacional de estudante

O interessante aqui é que você se inscrevendo no DU, você automaticamente recebe um NÚMERO NACIONAL DE ESTUDANTE, que vai ser necessário para uma entrada em L1 posteriormente.
Você achando um DU do seu interesse, que só peça como critério de entrada o nível BAC, você deve se dirigir ao responsável de formação ou de admissão para se inscrever. Todos normalmente vão pedir um nível prévio de francês, mas dependendo da formação E do responsável de admissão, eles podem te aceitar sem provas concretas de nível. Eu acredito que a maioria dos cursos em DU não vão pedir.

Você inscrito administrativamente (coisa que só deve acontecer em setembro de 2017), vão te dar uma carteirinha de estudante da universidade e com isso, um número nacional de estudante. Pronto, você já vai estar inscrito numa universidade francesa. 🙂

Com esse número de estudante você vai conseguir se inscrever em L1 para o ano letivo de 2018-2019, já que você vai estar cursando o DU do ano de 2017-2018. É complicado, leva tempo, mas vale a pena.

Como se inscrever em L1 após o DU?

Para se inscrever no L1 você vai passar pelo mesmo processo de seleção dos franceses, que vai ser pelo site Admission Post Bac (tudo online!). Você vai ser obrigado a entregar um teste de francês reconhecido pelo governo francês (TCF, DELF, etc.) para a inscrição administrativa em L1 (até lá, com DU e estudando em casa, dá pra atingir o nível B1-B2). Cada formação tem seus próprios critérios de admissão, se o curso for concorrido, nível mínimo de francês B2, se não for, B1.

O APB começa em janeiro e vai até abril de cada ano. Eu acho esse sistema muuuito melhor porque com ele vc pode escolher 24 opções de cursos, em diferentes universidades francesas. Se você se inscrever em um DU agora nos próximos meses para o ano letivo de 2017-2018, você deve passar pelo APB para entrar em L1 em janeiro de 2018, para entrar em L1 no ano letivo de 2018-2019. Complicado, mas, de novo: vale a pena.

E para estudar em outras regiões?

Para as outras regiões da França, provavelmente seria muito menos burocrático. Já ouvi gente falando que conseguiu se inscrever em faculdades fora da região parisiense sem apresentar ENEM ou o vestibular, e só com o certificado de conclusão do ensino médio ou histórico escolar. Se for esse o seu caso, você teria que ir até a faculdade em questão e perguntar quais os critérios para estrangeiros e se eles pegam estudantes sem passar pelo dossier vert (eu já passei pelo dossier vert e achei horrível rs).

Não sei muita coisa sobre mestrado, só sei que varia de universidade para universidade. Para o primeiro ano de faculdade é uma coisa mais uniforme.

Posso regularizar meu séjour passando pela faculdade?

Pixabay : questions
Pixabay : questions

Faculdade não é porta de entrada para a regularização de séjour. Para se regularizar como estudante você tem que estar um mínimo de 3 anos na França e normalmente só regularizam a partir do L2.

Saiba mais

Quem é Gabriela Lages?

Autora : Gabriela Lages
Gabriela Lages

Me chamo Gabriela Lages e me mudei para Paris com 17 anos em janeiro de 2015, acompanhando meu pai que era estudante-pesquisador em laicidade pela EPHE por um período inicial de 6 meses.

Hoje com quase 20 anos, estou inscrita no primeiro ano de língua Tcheca no Institut National des Langues Orientales e trabalho em período part time como babá anglófona.

Também já fui estudante na Universidade Paris 1 Panthéon-Sorbonne em um DU em estudos sobre a laicidade.

Shares 224
Sobre Angélica Galvão 35 artigos
Sou uma brasileira que vive na França há 10 anos e que tem sede de novos conhecimentos e novas experiências, com o intuito de compartilhá-los. Mamãe de dois lindos garotos, companheira, filha, irmã, amiga, engenheira em informática e sistemas de informação (TI), blogger nas horas vagas :-)

Comente pelo Facebook

4 Comentários

    • Oi! O site do Campus France Brasil diz que estudantes que desejam fazer cursos de mais de 90 dias de duração precisam de visto, mas não consegui encontrar nada no site deles que fale sobre o DU. Nem nos catalogos de formação, nem na parte onde eles listam os tipos de diplomas franceses. Talvez isso seja porque o DU é um diploma criado e proposto pela universidade, e não um diploma oficial do estado francês (“diplôme d’état”). Para ter uma informação mais precisa, te sugiro contactar diretamente o Campus France Brasil

  1. Tenho uma enorme vontade de estudar numa universidade de frança e eu gostaria de saber como posso fazer para ingressar numa dessas universidade

    • Olá! Com relação ao visto de estudante para a França, existe um órgão por onde os pedidos devem passar antes de serem submetidos ao Consulado da França no Brasil. Se chama Campus France e tem um site com muitas explicações sobre os procedimentos. Te aconselho dar uma olhada por lá e depois entrar em contato se tiver alguma dúvida. Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*