Como viajar de trem na França?

TGV Gare du Nord
TGV Gare du Nord

Como viajar de trem na França? Isto pode parecer simples para quem tem o hábito de viajar para o exterior, mas pode gerar receio em quem está saindo do Brasil pela primeira vez e gostaria de aproveitar deste meio de transporte para visitar lugares onde não se chega de avião.

O receio pode ser ainda mais importante se a pessoa não souber falar francês ou inglês. Quanto a este ponto, podemos falar a respeito em outro artigo, mas por enquanto saiba que mesmo falando apenas o português, é possível viajar por toda a França.

Neste artigo vou então falar sobre razões para se viajar de trem na França e ainda sobre como, onde e quando comprar seus bilhetes, assim como os tipos de trens existentes.

Por que viajar de trem?

Conhecer a França

Para muita gente, França é sinônimo de Paris. Ela é a capital do país e sem dúvida possui lugares encantadores que vão fazer você se apaixonar e querer voltar novamente para descobrir outros dos seus segredos. Mas a França é muito mais que Paris.

Uma das grandes razões de orgulho para os franceses é a diversidade de paisagens de que o país dispõe, em uma superfície que é entre 15 e 16 vezes menor que a do Brasil – para falar apenas da França metropolitana.

Aqui você pode esquiar nas montanhas dos Alpes, Pirineus ou ainda Jura ou Vosges… Se você prefere praias, pode escolher entre mar Mediterrâneo, oceano Atlântico, canal da Mancha… Também há a possibilidade de visitar vulcões extintos, sem contar todos os vilarejos com inúmeras construções históricas que te fazem viajar no tempo. Também existem regiões rurais, se você quiser passar uns dias no campo. E com certeza estou esquecendo de citar alguma coisa…

Mas como ir a todos estes lugares maravilhosos? Atualmente existem 36.000 communes na França, que correspondem a unidades administrativas que no Brasil chamamos de cidades. Algumas são de difícil acesso (o recurso a um carro é obrigatório), mas um grande número é acessível de trem.

O transporte rodoviário (setor regulamentado) ainda está tentando ganhar espaço e mercado na França e quanto aos aeroportos, eles existem principalmente nas grandes cidades (Toulouse, Lyon, Nice, etc.) ou em cidades menores que contam com o apoio de grandes grupos industriais (Castres, por exemplo, é uma cidade de 40.000 habitantes que tem um aeroporto graças ao apoio do grupo farmacêutico Pierre Fabre) .

Se você quer sair “des sentiers battus”, ou seja, se quer conhecer um algo além de Paris ou grandes centros urbanos, viajar de trem é uma ótima opção. Será o caso se quiser ir pra o Mont Saint Michel, Deauville, Saint Tropez e muito mais!

Conhecer a Europa

Outro motivo que não podemos negligir, é a possibilidade de visitar outros países vizinhos da França. Se você está a passeio por 15 dias em Paris, pode ter a tentação de ir visitar Bruxelas. Capital da Bélgica, Bruxelas é também a capital da União Européia – e está a apenas 1h30 de Paris, de trem! Mesmo dispondo de um aeroporto, convenhamos que não faz sentido ir de Paris até Bruxelas de avião, pois o tempo que você levaria para ir até o aeroporto de Paris seria o tempo de chegar em Bruxelas!

O trem também é uma opção para ir pra Londres, Amsterdã, algumas cidades suíças e alemãs. De acordo com os preços das passagens, pode ser interessante até mesmo ir pra Itália de trem (viajando à noite).

Onde compro minha passagem?

Comprar uma passagem de trem não é diferente de comprar uma passagem de avião. Uma vantagem (?!) francesa com relação ao transporte ferroviário, é que existe um monopólio pela companhia SNCF (Sociedade Nacional dos Caminhos de Ferro). Isso significa que você não tem que comparar preços entre inúmeros fornecedores deste serviço.

Outra coisa é que exisste uma interconexão entre o sistema de informação da SNCF com os sistemas de outras companhias européias. Mesmo que você queira visitar Bruxelas, pra seguir com meu exemplo, você pode comprar seu bilhete pela SNCF, sendo que você viajará pela companhia Thalys.

Para responder à pergunta de maneira mais precisa, você pode comprar seu bilhete em alguma boutique (agência) da SNCF, em guichets que ficam nas estações de trem, automatas (bornes automatiques) ou ainda pela internet (via o site Web ou o aplicativo móvel) e mesmo por telefone.

Boutique

Pra quem gosta de ter um contato humano na hora da compra dos bilhetes, ou que queira pagar em espécie, uma opção é ir até alguma das boutiques (agências de viagens) da SNCF espalhadas por toda a França.

A boutique é um lugar onde você pode ir com hora marcada, se não quiser esperar muito tempo na fila, e onde podera contar com os conselhos dos vendedores. Eles também podem te ajudar com outros serviços, como alugar um carro quando chegar à sua destinação, por exemplo. Neste site você pode encontrar a boutique mais proxima de você (mais de 20 na região parisiense) : http://www.sncf.com/fr/boutique-sncf-bornes

Pra te dar uma idéia, há agências no Quartier Latin (Luxembourg), no Marais (Turenne), proximo à igreja La Madeleine (boutique Madeleine), etc.

Guichets nas estações de trem

Uma outra opção, pra continuar com esta idéia de contato humano , é comprar seus bilhetes diretamente nos gichets da SNCF que ficam nas estações de trem. Neste caso pode parecer mais simples que a opção precedente, porque você não precisa procurar o endereço da agência, bastando ir diretamente em uma estação próxima a você.

As principais estações de trem de Paris são Gare du Nord (a mais frequentada da Europa), Gare de l’Est, Gare de Lyon, Gare Saint Lazare, Gare Montparnasse, Gare de Bercy, Gare d’Austerlitz.

Automatas (bornes automatiques) nas estações de trem

Se você gosta de fazer as coisas sozinho(a), talvez prefira utilizar as máquinas automáticas que vendem passagens de trem. Você as encontra facilmente nas estações e pode consultar as datas, horários, preços e prosseguir com sua compra (com cartão de crédito), recuperando imediatamente suas passagens.

Vale lembrar que elas também te permitem comprar passagens para partida imediata, ou seja, você já pode ir pra estação para viajar nos proximos trens que partem para o seu destino (se houver disponibilidade, claro).

Site internet da SNCF

Pra quem ja aderiu às compras pela internet, uma outra opção é comprar pelo site oficial da SNCF : https://www.voyages-sncf.com/

Não vou passar horas descrevendo este site, porque se trata de um site tradicional de venda de bilhetes. Você escolhe as datas, horários e destinos que te interessam e o sistema te propõe os bilhetes que correspondem.

Aplicativo móvel SNCF

O aplicativo para Smartphone completa as opções à sua disposição para comprar suas passagens pra viajar de trem; nele você encontrara as mesmas opções que no site Web.

Pessoalmente, não gosto de usar o aplicativo móvel porque não funcionava muito bem no meu telefone durante o tempo que o testei. A cada vez que eu queria usá-lo, ou dava bug, ou tinha que atualizar a instalação, sendo que algumas atualizações simplesmente não funcionavam em telefones mais antigos. Bref, o site Web me satisfazia.

Como recuperar meus bilhetes / tipos de bilhetes

Quando você compra o bilhete de trem nas boutiques, guichets et automatas você obtém um bilhete tradicional, facilmente reconhecivel pela sua forma retangular e por sua impressão em papel espesso.

Quando você faz sua compra pela internet ou aplicativo móvel, pode escolher entre diferentes tipos de bilhetes / modos de obtenção :

  • Bilhete tradicional que será enviado pelo correio pra você. Só você pode saber se este modo é conveniente (se a data da viagem é muito proxima ou mais distante, etc.)
  • Bilhete tradicional que você devera recuperar em uma estação de trem, em qualquer automata (borne automatique). Atenção, potencialmente vão exigir apresentação do cartão de crédito que foi usado para efetuar a compra. Outra possibilidade é indicar no automata o codigo da sua reserva, composto de 6 dígitos entre letras e números (por exemplo: 5TLQP8)
  • e-billet : bilhete que você baixará (download) no final da sua compra e também receberá por email. Bastara imprimi-lo e levar com você na sua viagem
  • Billete integrado no aplicativo móvel, que não precisará ser impresso, apenas mostrado ao controlador durante a viagem.

Quando comprar meus bilhetes de trem?

O melhor é comprar suas passagens de trem o quanto antes. Quanto mais cedo, melhor! Assim você poderá beneficiar das melhores tarifas (mais informações abaixo).

É importante saber que as vendas dos bilhetes começam 3 meses antes da data da viagem. Sendo assim, você não pode comprar em janeiro uma passagem de trem para viajar em outubro, pois o sistema de informação da SNCF não irá te propor nenhum serviço com esta antecedência.

Quanto custa viajar de trem na França?

Este é um ponto crucial sobre as viagens de trem na França: o preço dos bilhetes. Muitas vezes o valor é considerado muito alto, fazendo com que as pessoas prefiram outros meios de transporte quando é possivel : avião, ônibus ou mesmo covoiturage (que é um tipo de viagem onde você vai de carona – farei um artigo sobre este assunto em outro momento). Desta forma, os serviços ferroviários estão perdendo espaço no mercado.

Se você estiver a postos diante do seu computador às 06h da manhã no dia da abertura das vendas de passagens de trem, certamente vai conseguir comprá-las por um preço interessante. Mas se quiser comprar de última hora, muitas vezes terá uma péssima surpresa e o preço poderá ser tão alto que você preferirá cancelar sua viagem.

Este exemplo aqui pode não parecer tão trágico: constatei uma diferença de 65 € entre bilhetes comprados em cima da hora para um fim de semana em Marselha no mês de março (227 € ida e volta) ou de junho (162 €) – para 1 pessoa. Esta diferença de preço indica que o bilhete de ultima hora custa 40 % mais caro que o bilhete comprado antecipadamente!

Tipos de trens

Quando você for comprar seus bilhetes, verá informações sobre o tipo de trem que fará a viagem – algo que também é ligado ao preço da passagem. Aqui eu cito algumas categorias:

  • TER : trem regional. É um tipo de trem tradicional que tem o papel de interconectar regiões. Normalmente as linhas são mais curtas – poucas centenas de Km, ou seja, você não vai atravessar a França em um TER. Exemplos : Paris – Le Mans, Paris – Trouville Deauville – ambas de cerca de 200 Km de distância.
  • Intercités : trens que circulam em vias de ferro tradicionais, mas que têm a função de garantir o equilibrio das ligações territoriais. Em outras palavras, o Estado Francês define estas linhas para garantir que zonas do território possam ser ligadas ao resto do país. Fazem trajetos mais longos, como o Paris – Toulouse (680 Km)
  • Intercités de nuit : como os Intercités citados acima, mas com a diferença que circulam à noite e chegam mesmo a parar em certos pontos durante o trajeto. O objetivo então não é chegar rápido em algum lugar. Um trajeto Paris – Toulouse pode propor estes horários em trem noturno : saida às 22h, chegada às 06h da manhã.
  • TGV : trem a grande velocidade. Como o nome indica, são trens que permitem percorrer grandes distâncias em pouco tempo. Uma viagem Paris – Marselha, por exemplo, leva em torno de 3h por uma distância de 775 Km. São trens que circulam principalmente em vias de caminho de ferro adaptadas para a alta velocidade. Quando estão em vias “tradicionais”, são obrigados a circular em velocidade reduzida, como qualquer outro tipo de trem.

Boa viagem!

Saiba mais

Sobre Angélica Galvão 36 artigos
Sou uma brasileira que vive na França há 10 anos e que tem sede de novos conhecimentos e novas experiências, com o intuito de compartilhá-los. Mamãe de dois lindos garotos, companheira, filha, irmã, amiga, engenheira em informática e sistemas de informação (TI), blogger nas horas vagas :-)

Comente pelo Facebook

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*